quarta-feira, 7 de abril de 2010

Uma das 7 maravilhas do mundo

Egito

Localizado no nordeste da África, o Egito é um grande deserto cortado pelo verde do Rio Nilo, cujas águas estão ligadas à rotina da população. É talvez mais conhecido como o berço da antiga civilização egípcia, com seus templos, hieróglifos, pirâmides e múmias, que estimulam a imaginação dos turistas ocidentais como poucos outros países,um dos mais populares destinos turísticos do mundo inteiro.



Rio Nilo

É um Rio localizado no nordeste do continente africano, que nasce a sul da linha do equador e deságua no Mar mediterrâneo. O rio se forma com a confluência dos rios, Branco, Nilo Azul e o Atbara. É o segundo maior rio do mundo, perdendo apenas para o Amazonas. A melhor maneira de conhecer de perto o Nilo é navegar em um dos luxuosos cruzeiros que abrangem as principais cidades históricas do Egito.





Aswan

Uma opção mais descontraída repleta de paisagens incríveis, famosa por ter várias opções para descanso. Um dos cenários mais bonitos é a Alta Represa de Aswan, um exemplar da engenharia moderna. A maioria dos templos reversa historia sobres os deuses, em um místico de mistério e romance. O Templo de Hathor tem pinturas muito bonitas na parede, mostrando dançarinas e músicos da antiga civilização. Já na Ilha Elephantine, pode-se chegar lá de “felucca” que é um tipo de barco a vela, atravessando o Nilo ao norte do Hotel New Cataract. Também se pode visitar as ruínas da cidade antiga, o museu e o "Nilometer".





Luxor

Porta de entrada para o Vale dos Reis, Entre outras atrações fabulosas. Centro do poder egípcio de 2.100 a 750 A.C., Luxor, que está localizada à margem leste do Nilo, a aproximadamente 640 km ao sul do Cairo, é uma cidade sem igual em todo o mundo. Suas tumbas impressionantes, templos e estátuas são o testemunho das grandiosas conquistas do homem antigo.





Cairo

Caótica e romântica, o Cairo, principal porta de entrada do Egito. A capital, local das Pirâmides de Gizé, Museu Egípcio e fabulosa arquitetura islâmica. È um museu aberto com a mistura do antigo e do moderno, se caracteriza também pela diversidade de culturas e pessoas. Próximo da mesquita fica o bazar Khan al-Kalili, que, desde o século 14, é um labirinto de lojas abarrotadas com tudo que se possa imaginar, sem esquecer as estatuetas de gatos e de pirâmides. À noite, a pedida é assistir a uma apresentação de dança sufi na Cidadela. A apresentação, gratuita, acontece ao ar livre, sob a luz do luar. A dança é originalmente uma forma de culto de uma seita mística muçulmana em que os participantes atingem um estado de êxtase.






Estar nas pirâmides, sentir a grandiosidade da Esfinge, contemplar tudo aquilo ao vivo, caminhar sob o sol escaldante do deserto é uma meditação, um profundo auto-conhecimento, que vale por anos de análise.

Nenhum comentário:

Postar um comentário